quinta-feira, novembro 01, 2007

Saiba quanto gastou e quanto ganhou com as suas ações

Uma das coisas mais chatas que existe neste mundo de ações é conseguir determinar quanto se gastou e ganhou ou perdeu com a compra das ações.

Você já parou para pensar que se for comprar, por exemplo, R$ 1.000,00 em ações, o valor que será descontado da sua conta será maior que R$ 1.000,00? E você sabe o quanto a mais será cobrado?

E quando você vende suas ações, você sabe se conseguiu pagar os seus custos? E o imposto de renda, então? Tenho que pagar alguma coisa para o Leão? Ou não?

Para complicar ainda mais, as taxas de corretagem cobradas e os emolumentos são variáveis, ou seja, dependem dos valores envolvidos na compra e venda das ações e se a operação é de day trade e da corretora que se utiliza.

Ufa... cansei só de escrever sobre isso.

Eu não gosto de fazer contas e muito menos de perder dinheiro. Assim, modifiquei a planilha CustoEmAcoes.xls do post Qual corretora cobra a menor taxa? e acrescentei uma nova planilha de cálculo.

Esta planilha faz basicamente o seguinte:

Você informa a quantidade de ações compradas, o valor de compra e de venda da mesma e se a operação é de day trade (os campos em verde).

Ela irá te informar o seguinte:
  • quanto dinheiro sairá da sua conta para poder efetuar a compra de x reais em ações.
  • quanto será de corretagem e emolumentos.
  • se e quanto será pago de imposto de renda para o governo.
  • qual o valor de importo de renda deve ser informado na DARF.
  • qual será o lucro líquido, ou seja, o seu ganho verdadeiro após todos os descontos cabíveis.

Inicialmente a planilha exibe os valores para os bancos Bradesco, Real (operando sem e com o uso do home broker) e Itaú.

Tentei deixá-la o mais correta possível, mas eu não garanto a exatidão da mesma. Se você encontrar algum problema, por favor me avise que eu farei a correção.

A planilha pode ser obtida aqui.

7 comentários:

Anônimo disse...

Caro Marcio

Foi ótimo vc ter disponibilizado essa planilha, ela é de grande valia para todos.
Observei que ela na opção "0" não está calculando os valores referentes ao IR em operações normais (IR, IR retido na fonte e
IR a recolher via DARF).

Grato
Jorge Luís

Caio Barba disse...

Caro Marcio,

Parabéns pela iniciativa de compartilhar a planilha.
Realmente você fez um excelente trabalho!

Gostaria de adaptá-la para meu uso pessoal, mas a planilha está protegida por senha.

Você se importaria de me informar a senha ou me enviar por e-mail uma versão desprotegida da mesma?

Obrigado
Caio Barba Andrade
caio.barba@gmail.com
http://caiobarba.blogspot.com

Marcio Andrey Oliveira disse...

Caio, eu subi a versão da planilha desprotegida. Assim qualquer um pode alterá-la à vontade.

Se puderes me manadar a planilha com as tuas alterações para que eu disponibilize aqui seria ótimo.

Marcio Andrey Oliveira disse...

Devo um pedido de desculpas ao Jorge Luís, que escreveu me chamando a atenção para uns problemas da planilha.

Realmente foi muita falta de educação a minha em demorar tanto assim para responder.
Desculpe-me.

Assim que possível eu vou fazer as correções dos problemas que apontaste.

Marco disse...

Olá Marcio! Gostei da sua planilha, mas eu acho que o calculo do imposto de renda está errado, no valor da venda não temos que descontar os emolumentos e corretagem? A planilha faz o calculo pela valor total da venda, se descontarmos as taxas podemos ate estar tendo prejuizo. E no caso do day trade eu aprendi que o calculo do imposto é feito em cima do valor total negociado, por ex. comprou 500, vendeu 1000, calculo da corretagem e emolumentos sao feitos em cima de 1500...alguém sabe o jeito correto de se calcular o imposto?

Marcio Andrey Oliveira disse...

Marco, acho que meus cálculos estão corretos.

Os emolumentos são pagos tanto na hora que compras quanto na hora em que vendes.

O valor de venda deve cobrir os custos (emolumentos da compra e da venda, o valor pago pelas ações, as taxas de corretagem e os impostos, se houver).

Na planilha, pelo que me parece estou levando isso em consideração nos cálculos.

Talvez eu não tenha entendido o que escreveste. Se quiseres, podes me enviar um e-mail ou posso te passar meu celular para que a gente cheque se os cálculos estão corretos.

O imposto é cobrado sobre o resultado positivo apurado, ou seja, sobre o lucro. Podes checar no site da bovespa.

Marcio Andrey Oliveira disse...

Hoje eu criei vergonha na cara e resolvi deixar outras tarefas e interesse para checar o problema apontado pelo Jorge Luís (primeiro comentário deste artigo).

A planilha está fazendo os cálculos corretamente. O que ocorre é que, para operações de day-trade, independente do valor, é cobrado imposto de renda.

Nas operações que não são day-trade não é cobrado imposto de renda para valores inferiores a R$ 20.000,00.

Novamente peço desculpas pela demora para responder a este comentário.